Para quem sempre quis ser engenheiro mecânico, mas via o sonho esbarrar nos alto preço das mensalidades e na distância das faculdades, hoje já não existem mais esses obstáculos. A FIMI (Faculdades Integradas Maria Imaculada) de Mogi Guaçu trás, já para 2019, o curso de engenharia mecânica, alinhando-se com as atuais necessidades do mercado de trabalho da região. 

Segundo o responsável e coordenador do novo curso, o professor e mestre José Donizeti Tagliaferro, a mais nova graduação da FIMI foi concebida atendendo aos pré-requisitos estabelecidos pelas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia, assim como nas definições previstas pelo Confea (Conselho Federal de Engenharia). 

Tagliaferro explica que o curso de engenharia mecânica da FIMI também irá oferecer aos futuros alunos, competências inovadoras na solução na solução de problemas que exigem tecnologia mecânica aplicada para a construção de máquinas e processos, desde a etapa de projeto até a gestão. “Isso irá proporcionar uma formação alinhada com as responsabilidades e atribuições profissionais previstas para o engenheiro mecânico”, destacou.

ATUAÇÃO

Daqui a 5 anos, quando a primeira turma de engenheiros formados pela FIMI deixar a sala de aula, eles irão atuar no desenvolvimento de projetos mecânicos, projetar e supervisionar a produção de máquinas, equipamentos, veículos, sistemas de aquecimento, refrigeração e ferramentas específicas da indústria mecânica. 

Também é função desse profissional, a seleção e dimensionamento da matéria-prima, providenciar moldes das peças que serão fabricadas, cria protótipos e testar os produtos obtidos. Para quem acha que as atribuições dos engenheiros mecânicos acabam por aí, está enganado. Eles ainda serão responsáveis por organizar sistemas de armazenagem, supervisionar processos, além de definir normas e procedimentos de segurança na linha de produção. 

CONTROLE DE QUALIDADE

Tagliaferro lembra ainda que os futuros engenheiros mecânicos também poderão atuar nas áreas de controle de qualidade, acompanhando e analisando testes de resistência, calibrando e conferindo medidas e principalmente na solução de problemas nos segmentos de projeto, execução e análise de elementos de máquinas e seus sistemas estruturais. 

Os setores que mais absorvem o profissional da engenharia mecânica são os de projeto assistido por computador e simulação de sistemas, além da fabricação de elementos presente nas indústrias metalúrgicas, de alimentos, química, naval, aeronáutica, dentre outras. Portanto, trata-se de uma profissão que garante uma enorme gama de opções no mercado de trabalho, garantindo bons salários aos profissionais!