A Fimi (Faculdades Integradas Maria Imaculada) de Mogi Guaçu, que sempre se destacou pelo pioneirismo no que tange o ensino superior, deu início no último dia 18, ao curso de pós-graduação em engenharia de segurança do trabalho, inédito na região da Baixa Mogiana.

 

O curso foi autorizado pela Câmara de Ensino Superior, órgão ligado ao CNE (Conselho Nacional de Educação), sob a matrícula CES nº1 de 6 de Abril de 2018. Segundo o coordenador do novo curso, o professor e mestre José Donizeti Tagliaferro, a pós-graduação, assim como as demais extensões universitárias oferecidas pela Fimi, será desenvolvida por professores altamente capacitados.

 

EXPERIÊNCIA

“A maioria deles oriundos de grandes empresas e com carreiras de destaque na iniciativa privada. Isso significa que os alunos terão a chance de absorver muita experiência profissional”, observou. Tagliaferro cita, como exemplo, a presença do presidente da AEARMG (Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região de Mogi Guaçu), Alberto Sales dos Santos Brito, que também compõe o corpo docente da pós.

 

Ainda de acordo com o coordenador, o objetivo da pós-graduação é capacitar e preparar profissionais para atuarem no setor de engenharia de segurança do trabalho, onde poderão desenvolver suas aptidões para a promoção, prevenção e preservação da integridade física dos trabalhadores.

 

MEIO AMBIENTE

O curso também dará atenção especial aos cuidados com o meio ambiente, levando em consideração que, nos dias atuais, o uso racional de recursos e o desenvolvimento sustentável são fatores preponderantes. Tagliaferro ainda fez questão de destacar que essa capacitação vai proporcionar aos profissionais da área de engenharia um amplo conhecimento no que diz respeito às relações capital-trabalho-comunidade.

 

Tudo isso, fundamentado em um amplo espectro de disciplinas que compõem o curso. “Também estamos ancorados no sistema de gestão de segurança do trabalho e meio ambiente, integrados aos melhores modelos gerenciais adotados pelas empresas, como ISO 9000, SSO 14000, OSHA 8000, NBR 16001”, salientou Tagliaferro.