Vivenciar a participação inclusiva nas aulas de Educação Física diz respeito ao desenvolvimento das capacidades afetivas, de integração e inserção social por meio de práticas corporais (PCN, 1997, p.31) que estimulam autodomínio, autoconfiança e autonomia.

Brincar… Jogar… Recrear… São atividades educativas de interações e cooperação que devem ser trabalhadas a fim de atender a TODOS os alunos (sem e com deficiências); desenvolvendo atividades recreativas e psicomotoras, quer sejam adaptadas ou não, que promovam habilidades, que socializem as potencialidades individuais com equidade.

As aulas de Fundamentos e Metodologia do Ensino de Educação Física da FIMI fomentam a formação de professores para a construção de atitudes e vivências que dignificam o respeito próprio por TODOS, concretizando a solidariedade sem preconceitos para com a diversidade da escola (PCN’S, 1997, p. 31).