A Consultoria Produtive, que atua desde 1995 no mercado de condução de projetos de planejamento, transição e construção de carreira, realiza diversos estudos sobre a incrementação da carreira profissional.

Em uma pesquisa realizada nesse ano a Produtive constatou que pessoas que investiram em cursos de mestrado e doutorado têm conseguido se destacar no mercado de trabalho.

Segundo estudo da empresa Produtive, em 2015, ano em que muitas categorias têm dificuldades para obter reajustes, profissionais com mestrado foram contratos com salários 21,4% maior em relação a 2014. Assim, a média salarial de contratação desses trabalhadores foi de R$ 13.804 no ano passado para R$ 17.561 agora em 2015.

Para o professor e pró-reitor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Antonio Freitas, o mestrado ou doutorado pode abrir portas. “Mas o que vai contar sempre será o desempenho do profissional”, diz. No entanto, ele acredita que ter mestrado ou doutorado pode expandir a vida profissional. “Aqui, eu já fui professor, hoje sou pró-reitor. Sem o título eu não poderia ocupar o cargo. Para ser pró-reitor é preciso ter doutorado, apesar de ser função administrativa.” (Dados retirados do site da Produtive)

A dica da maioria dos profissionais que já concluíram sua pós graduação é  a analise da trajetória profissional para a escolha de um curso que seja coerente com o próximo passo de carreira. Cada pessoa precisa de um curso específico para complementar sua trajetória.