Manuela: “Fazer FIMI foi imprescindível para minha formação pessoal e profissional”

Manuela Scarpa Silvério Pinto foi estudante de Ciências Biologia das FIMI e se formou na turma de 2008. Atualmente é aluna de mestrado da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), e trabalha no Laboratório de Insetos Frugívoros (LIF).

Manuela se lembra da época em que estudou nas FIMI e conta que teve a honra de ser orientada pela coordenadora e professora Nádia no Trabalho de Iniciação Científica (TIC), a qual foi apresentar no CONIC de 2010 em São Paulo. “Assim que me formei, já trabalhava na Prefeitura de Mogi Mirim, e fui nomeada para ser bióloga responsável pelo Zoológico Municipal. No ano de 2014 fiz um estágio na UFGD, na Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais (FCBA) na área de Entomologia e Conservação da Biodiversidade. Atualmente a minha área de pesquisa é com moscas das frutas, nunca achei que elas poderiam encantar tanto”, brinca Manuela.

Manuela guarda boas recordações da época da faculdade e segundo ela foi sem dúvida um grande aprendizado. “Os diretores e os professores são comprometidos com a formação humanizada, além da competência acadêmica e do ótimo clima de amizade que há na instituição”, enaltece.

Para ela, as FIMI tiveram grande parcela de responsabilidade na sua formação pessoal e profissional. “Foi imprescindível, pois as FIMI me formou como bióloga e também agiu na minha formação cidadã, pois participamos de gincanas e eventos abertos que envolviam movimentos e seguimentos da sociedade”, explica.

“Foi uma época muito gostosa que deixou saudades. Sou muito grata por tudo que convivi nas FIMI. Até hoje quando posso, gosto de visitar as FIMI para relembrar os ótimos tempos”, conclui Manuela.
Manuela Scarpa Silvério Pinto tem 32 anos, é Bióloga e Pesquisadora no Laboratório de Insetos Frugívoros (LIF-UFGD)