Antoniane: Ser professor é escolher um caminho de aprendizado contínuo

“Se estiver pensando numa formação sólida, com um corpo de profissionais comprometidos com seriedade e profissionalismo, venha fazer parte das FIMI”. Essa é a opinião do professor Antoniane que ministra aulas de Engenharia Civil nas Faculdades Integradas Maria Imaculada. Apesar de nunca ter estudado nas FIMI, Antoniane conta que se sentiria muito orgulhoso caso tivesse tido a oportunidade de ser aluno. “Vejo no dia-a-dia tudo o que vivi em minha graduação, desde os professores comprometidos, até as brincadeiras entre os colegas. Sempre destaco aos meus alunos a importância que cada um tem em sua formação, sendo as escolhas pessoais as responsáveis entre ser bom, ou melhor,” comenta.

Ao justificar a importância das FIMI na formação dos alunos, Antoniane conta que a faculdade oferece professores altamente comprometidos com a arte de educar, procurando ensinar de maneira a permitir ao aluno o seu próprio despertar crítico. “Aliados a isso tudo, temos o constante esforço da direção da faculdade, que está sempre em busca da melhoraria contínua da infraestrutura interna e das relações com o setor empresarial”, destaca.

Antoniane é formado em Engenharia Agrícola com especialização em Educação do Campo e tem também Mestrado em Água e Solos e atualmente está doutorando em Ambiente e Sociedade. Trabalha na Coordenadoria de Assistência Técnica Integral/CATI da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo/SAA-SP.

Para Antoniane, as FIMI tiveram um papel muito importante e fundamental na sua formação atual. “Ser professor é escolher um caminho de aprendizado contínuo, tanto das matérias lecionadas como do convívio diário entre pessoas, com aprendizados novos a cada dia”, afirma.

“Formamos profissionais capacitados a projetar, gerenciar, executar e administrar obras civis, trazendo resultados concretos a problemas da sociedade, de maneira eficiente e eficaz, sempre calcados na ética profissional e no uso consciente dos recursos disponíveis”, conclui.

 

 

Antoniane Arantes de Oliveira Roque, tem 34 anos, se formou em Engenharia Agrícola e hoje é consultor e professor de Engenharia Civil nas Faculdades Integradas Maria Imaculada.